Pular para o conteúdo principal

Rabiscos


Os rabiscos que traço, quase inconscientemente quando estou pensando em ti
Revelam na confusa combinação de versos, desenhos e arabescos,
Um misterioso quadro que hesito em aceitar como verdadeiro
Pois os sonhos adquirem vivacidade e nos transportam para um universo
De dimensões diferentes das que estamos habituados a viver.
Tuas roupas molhadas de suor e lágrimas fazem transparecer teus seios aflitos.
Os lábios úmidos exalam um perfume que me entorpece.
Caminhamos de mãos dadas num entardecer que não tem fim
Porque o sol recusa se esconder diante de tão deslumbrante cenário
Em que ele próprio se projeta como estrela principal iluminando nosso futuro amanhecer.
Lá adiante uma criança nos sorri , mas o que se vê no seu sorriso são pétalas de margaridas
Brancas e amarelas, transbordando o ar com a essência do seu perfume peculiar.
Ela quer caminhar conosco porque só ela representa a pureza dos corações
Que se amam de verdade. Suas mãos se estendem no vazio ao encontro das nossas
Mas se evaporam à nossa aproximação.
Uma tristeza inexplicável de repente toma conta de nós.
As lágrimas que vertem dos seus olhos vão aos poucos se tornando poças d’água
Aos nossos pés, ameaçando transbordar até nos afogar completamente
No meio da rua deserta. É que descobrimos com esse gesto que não somos dignos
Do verdadeiro amor – do sentimento que é puro como a criança que havia dentro de nós
E que deixamos morrer sufocada por nossa pressa de viver e ser “feliz”.
O escuro da noite começa a tomar conta da cidade. As estrelas curiosas por trás das nuvens
 que passam, espreitam o momento de nossa morte abraçados. Falta apenas o beijo fatal
que para sempre selará nossa viagem pelo universo. Eu busco encontrar teus lábios para deles
extrair a última gota d’água que saciará minha sede  mortal. Mas já não és mais que uma fonte
 árida no amargo deserto que nossa estrada  veio a se transformar.


Assine nosso: Livro de Visitas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De volta às origens…

Em Setembro de 2013, Jocalves visitou a sua terra-natal, o Piauí, depois de quase 30 anos de saudades…E quem melhor para declamar seus textos, que o próprio autor???

“Hoje nasceu uma estrela”

“Hoje nasceu uma estrela”
Meu nome é Angie,
nasci dia 5 de julho de 1988
- e sou uma estrela -
Uma pequenina estrela no vasto universo
da humanidade, mas sou uma estrela
brilhante e incandescente
que irradia amor e energia a todo redor.
Sou uma estrela pura,
sem preconceito de raça ou de cor.
Vim ao mundo com uma missão:
Levar alegria onde existe tristeza,
amor onde há ódio,
a paz onde se travam as guerras.
Agora sei que embora seja uma estrela,
não será fácil cumprir esse objetivo,
pois somos muitas, milhões,
que cada dia surgem neste universo
com este mesmo propósito,
mas temos nosso brilho ofuscado
pelos grandes astros orgulhosos,
prepotentes
e a maioria de nós, estrelas,
ou perde seu brilho ou se transforma
noutro grande astro.
Mas eu gostara de atingir o alvo
para o qual vim ao mundo.
Mas só conseguirei se você permitir
que  brilho do meu amor atinja seu coração
Somente assim você irá compreender
o valor de uma estrela que surge.
Somente assim nosso universo
será em breve muit…

Introdução ao Blog

A proposta deste espaço é publicar textos produzidos por uma pessoa muito especial em minha vida - meu pai. Acho, realmente, que somam centenas de textos, poemas, poesias... e que poucas pessoas tiveram acesso até agora. Houve um tempo em que, sempre que chagava uma vista em casa, ele pegava aquela gigantesca pasta e, sentado no sofá, começava a declamar seus melhores poemas... (eu achava um saco - porque é rara a criança que tem paciência para ouvir alguém ponderar ideias profundas em forma de arte). Agora, espero recuperar o tempo perdido, e mostrar a todos o grande artista que é essa pessoa - meu Pai. Obs. A frequência dos posts também dependerá de queridos colaboradores locais.
Consuelo Araújo