Pular para o conteúdo principal

2016 - TERMINA MAIS UM ANO


E as reacões das pessoas são as mais diversas. Para alguns 2016 já vai tarde, foi um péssimo ano, cheio de dificuldades, para outros, nem tanto, e ainda para outros foi o ano mais feliz da vida. As pessoas esquecem, que na verdade, a mudança de ano é apenas uma formalidade do calendário, a vida é a mesma que continua, independente dos números. De qualquer forma é uma boa ideia para analisar os últimos 365 dias e graças planos para os próximos.
De fato, foi um ano complicado para o país que culminou com a deposição da presidente da República, foi marcado por escândalos, corrupção etc no mundo político.
No âmbito familiar também foi complicado. Minha esposa perdeu sua mãe depois de um ano de luta com uma doença maldita: alzaimer . Perdemos também nosso amado tio Eutiquio, que estava relativamente bem da última vez que nos vimos, e aí uma gripe o derrotou.
Por outro lado vivemos um momento inesquecível na nossa ida ao Piauí em Abril, onde revi minha maezinha, ali quietinha, olhar perdido no vazio, repassando velhas histórias, talvez. Mas estava bem, cantamos velhas músicas, rimos um pouco, foi muito bom. Realizei o sonho de rever nossa amada Concórdia velha, abandonada, mas ali firme guardando lembranças de tantas histórias. O mato ver dinheiro, os reveriachos cheios como nos velhos tempos. Fomos no Itapirema, Nazaré, Campo Maior onde reveriachosevimos muitos irmãos numa Assembleia das Testemunhas de Jeová. Fomos emais SMTapuio onde não mais encontramos nosso amigo e irmão Zezinho. Encontramos nosso querido primo Nonato em Brasília, depois de mais de 30 anos de ausência. E ainda no Piauí revimos velhos amigos e parentes.
E assim foi 2016 não dá para contar tudo aqui. Foram bons e maus momentos que se foram.
Pelo mundo muitos não tiveram tanta sorte. Vítimas de guerras cruéis, da fome, injustiça, doenças sem cura.
Foi um ano difícil para muitos irmãos que não tem a liberdade de adoração que temos e são perseguidos, presos e ainda assim perseveram com alegria. Jeová os sustenta com assim força do seu espírito. Mas tivemos a alegria de receber uma nova versão da Bíblia Sagrada atualizada em português moderno e o sucesso da nova modalidade de testemunho público especial - TPE - os carrinho presentes no dia a dia e nos grandes eventos como Copa do Mundo, Olimpíadas e até em Chapecó, levando consolo aos enlutados.
Valeu contudo a graça de ter vivido e usufruído a dádiva da vida que nos dá muito mais motivos de agradecer a Deus do que se queixar dos imprevistos que aconteceram. Obrigado a todos por sua companhia neste trecho da estrada


Assine nosso: Livro de Visitas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De volta às origens…

Em Setembro de 2013, Jocalves visitou a sua terra-natal, o Piauí, depois de quase 30 anos de saudades…E quem melhor para declamar seus textos, que o próprio autor???

“Hoje nasceu uma estrela”

“Hoje nasceu uma estrela”
Meu nome é Angie,
nasci dia 5 de julho de 1988
- e sou uma estrela -
Uma pequenina estrela no vasto universo
da humanidade, mas sou uma estrela
brilhante e incandescente
que irradia amor e energia a todo redor.
Sou uma estrela pura,
sem preconceito de raça ou de cor.
Vim ao mundo com uma missão:
Levar alegria onde existe tristeza,
amor onde há ódio,
a paz onde se travam as guerras.
Agora sei que embora seja uma estrela,
não será fácil cumprir esse objetivo,
pois somos muitas, milhões,
que cada dia surgem neste universo
com este mesmo propósito,
mas temos nosso brilho ofuscado
pelos grandes astros orgulhosos,
prepotentes
e a maioria de nós, estrelas,
ou perde seu brilho ou se transforma
noutro grande astro.
Mas eu gostara de atingir o alvo
para o qual vim ao mundo.
Mas só conseguirei se você permitir
que  brilho do meu amor atinja seu coração
Somente assim você irá compreender
o valor de uma estrela que surge.
Somente assim nosso universo
será em breve muit…

Introdução ao Blog

A proposta deste espaço é publicar textos produzidos por uma pessoa muito especial em minha vida - meu pai. Acho, realmente, que somam centenas de textos, poemas, poesias... e que poucas pessoas tiveram acesso até agora. Houve um tempo em que, sempre que chagava uma vista em casa, ele pegava aquela gigantesca pasta e, sentado no sofá, começava a declamar seus melhores poemas... (eu achava um saco - porque é rara a criança que tem paciência para ouvir alguém ponderar ideias profundas em forma de arte). Agora, espero recuperar o tempo perdido, e mostrar a todos o grande artista que é essa pessoa - meu Pai. Obs. A frequência dos posts também dependerá de queridos colaboradores locais.
Consuelo Araújo