Pular para o conteúdo principal

Enfrentando a vida

   As melhores coisas que dizemos são aquelas que são ditas no fim, à porta, na hora da despedida.

   Hoje estamos aqui junto a porta, com a mão na maçaneta e de repente as melhores coisas precisam ser ditas, de improviso, sempre precedidas por:  “Ah, a propósito”.

   É neste cenário que estou aqui com você, junto à porta, e estas são minhas palavras de despedida.



   Primeiro de tudo: não tenha medo. Você está sendo lançada num mundo que gira com a suavidade de um carro de rodas quadradas. É normal ter incertezas. Talvez você não tenha certeza se está preparada. Eu também às vezes me sentia assim.

   Anteontem você era um bebê, você me parecia tão frágil. Ontem você era adolescente, e hoje, à medida que vou envelhecendo a única coisa que vejo aumentar de velocidade é o tempo. Mas se o tempo é um ladrão, alguma coisa deixa em troca: a experiência. E a experiência que conquistar é que fará ter menos incertezas e mais confiança em si mesma.

   Ame seu trabalho. Dedique-se de corpo e alma a tudo o que fizer e assim o tempo passará mais agradavelmente.

   Ria. Continue a rir com aquele ruidinho engraçado que faz quando ri. Não esqueça de rir pelo menos três vezes ao dia e se puder fazer com que outras pessoas riam com você, melhor ainda. Pelo menos enquanto as pessoas riem não estão tentando matar umas as outras.

  Gostaria de lhe indicar alguns provérbios que poderão ajudar você a vencer dificuldades, mas a Regra de Ouro talvez seja mesmo a mais importante. 
Esta, porém, é a minha Regra de Ouro para você nestes tempos difíceis: seja justa com os outros, mas depois reclame o dever de eles serem justos com você.

Nosso mundo é muito complexo. 
Convém aprender a fazer distinções. Quando sabemos fazê-las, podemos ser mais tolerantes com os nossos próprios problemas. Quando adquirir o hábito de fazer distinções, aprenderá também a contestar suas próprias suposições. As suposições são suas janelas para o mundo, limpe-as de vez em quando, ou a luz não poderá entrar para que veja as coisas com mais clareza. Contestando suas suposições aprenderá a aceitar com mais cuidado as suposições incontestadas dos outros. Será então menos provável que venha a ser vítima de preconceitos ou parcialidades, ou influenciada por pessoas que lhe pedem que lhes confie o seu raciocínio, a sua alma, ou seu dinheiro, porque elas dizem que cuidarão de tudo por você.


 Seja esperta o máximo quanto puder, mas lembre-se, é melhor ser sensata que esperta, e não fique perturbada se demorar muito tempo para encontrar a sensatez.


  A vida é absurda e sem significado...  a menos que você lhe dê sentido, a menos que você faça alguma coisa com ela. Compete a cada um de nós criar sua própria existência.

   Independentemente do quanto amamos ou somos amados, muitos acabam por sentir que no fundo de si mesmos, estão completamente sós. Quando chegar o momento você vai lutar com essa fria solidão, que é o monstro privativo de cada pessoa. Quero que você a encare e a compreenda, para que possa vencê-la.

  Quando o sentido do absurdo atingir você, esteja preparada para ele. Revolva o mundo, tente melhorá-lo, tente limpar o ar e a água, tente fazer com que os ricos e privilegiados vivam de acordo com as mesmas normas dos pobres e miseráveis, tente descobrir porque razão certas pessoas em uma ou outra ocasião acham tão fácil fazer os outros sofrer. Ao lutar contra o absurdo, tente compreender como é possível que pessoas sejam capazes de acariciar e torturar; como podem afligir-se por causa de uma menina que caiu num poço e destruir uma aldeia inteira com todos os seus habitantes sem pestanejar.

  Ao fazer todas estas coisas, lembre-se de que todos os direitos que você tem foram conseguidos por pessoas que lutaram energicamente por eles, e os que estão chegando agora têm os mesmos direitos que você. Faça alguma coisa para alargar a extensão da igualdade para as pessoas que estão na fila atrás de você.
   Há muita coisa para manter você ocupada para o resto de sua vida. Não quer dizer que isso vai reduzir o sentido do absurdo, mas poderá baixa-lo a um nível mais suportável.

   Seja irreverente. Jamais algo importante foi conseguido sem irreverência. Ria de si mesma, mas nunca duvide de você. Seja corajosa. Tenha coragem de lutar em territórios não explorados. Seja criativa ao andar por lugares onde nunca ninguém esteve antes. Você tem que deixar seu conforto e entrar no deserto da sua intuição. Não poderá ir de ônibus, mas conseguirá com seu trabalho intenso, com alguns riscos e algumas dúvidas também. Mas ao conseguir será maravilhoso. Você terá descoberto a si mesma.

   Bem, estas são minhas palavras de despedida, enquanto a porta se fecha suavemente entre nós.


  Tchau. Um beijo.
   Seu Pai
                                            


Jocalves Muniz

Assine nosso: Livro de Visitas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De volta às origens…

Em Setembro de 2013, Jocalves visitou a sua terra-natal, o Piauí, depois de quase 30 anos de saudades…E quem melhor para declamar seus textos, que o próprio autor???

“Hoje nasceu uma estrela”

“Hoje nasceu uma estrela”
Meu nome é Angie,
nasci dia 5 de julho de 1988
- e sou uma estrela -
Uma pequenina estrela no vasto universo
da humanidade, mas sou uma estrela
brilhante e incandescente
que irradia amor e energia a todo redor.
Sou uma estrela pura,
sem preconceito de raça ou de cor.
Vim ao mundo com uma missão:
Levar alegria onde existe tristeza,
amor onde há ódio,
a paz onde se travam as guerras.
Agora sei que embora seja uma estrela,
não será fácil cumprir esse objetivo,
pois somos muitas, milhões,
que cada dia surgem neste universo
com este mesmo propósito,
mas temos nosso brilho ofuscado
pelos grandes astros orgulhosos,
prepotentes
e a maioria de nós, estrelas,
ou perde seu brilho ou se transforma
noutro grande astro.
Mas eu gostara de atingir o alvo
para o qual vim ao mundo.
Mas só conseguirei se você permitir
que  brilho do meu amor atinja seu coração
Somente assim você irá compreender
o valor de uma estrela que surge.
Somente assim nosso universo
será em breve muit…

Introdução ao Blog

A proposta deste espaço é publicar textos produzidos por uma pessoa muito especial em minha vida - meu pai. Acho, realmente, que somam centenas de textos, poemas, poesias... e que poucas pessoas tiveram acesso até agora. Houve um tempo em que, sempre que chagava uma vista em casa, ele pegava aquela gigantesca pasta e, sentado no sofá, começava a declamar seus melhores poemas... (eu achava um saco - porque é rara a criança que tem paciência para ouvir alguém ponderar ideias profundas em forma de arte). Agora, espero recuperar o tempo perdido, e mostrar a todos o grande artista que é essa pessoa - meu Pai. Obs. A frequência dos posts também dependerá de queridos colaboradores locais.
Consuelo Araújo