Pular para o conteúdo principal

SINCERAMENTE, EU GOSTARIA DE VOLTAR

SINCERAMENTE, EU GOSTARIA DE VOLTAR

Brincar de boi, de mãos ao alto, de se esconder no mato, caçar rolinha com baladadeira (que aqui se chama estilingue, e tem o cabo de plástico, sem a poesia do cabo de pau cortado no mato a canivete), pegar fogos depois de estourados, tomar banho na chuva, nas poças d'água ou nos barreiros e voltar com os olhos vermelhos, queimando de febre sezão, levar uma pisa de cipó, fazer um escândalo danado e no outro dia fazer tudo outra vez. Sair correndo girando um pneu de bicicleta, varar lona de circo, jogar peteca (que aqui é bola de gude e não tem a emoção do "bila ou casa" nem de apostar cacholeta, quando não tinha nada para apostar), montar cavalo feito de talo de carnauba, colecionar papel de bombom ou carteira de cigarro (os mais baratos como o BB e Continental sem filtro valiam menos, Minister valia mais.
Brincar de balanço feito de cipó, amarrar galhos de "relógio" pelos caminhos e rir vendo os outros tropeçar. Armar fojo para pegar preá, fazer revólver com tubo de linha e elástico sempre pegos escondidos da mãe. Vestir calças curtas, cortar o cabelo à alemão com seu Galdino. O que mais? O que mais? Ah o tempo é tão pouco para falar de tudo. São tantas coisas que nos trazem à mente lembranças de de uma época que não volta mais.
Hoje neste tempo de brinquedos eletronico, dos vídeo games e das mobiletes não se vê mais a poesia do nosso tempo de criança. Como seria gostoso ser criança outra vez e mostrar para os meninos de hoje tudo isso que eles não conhecem. Voltar o tempo que tudo era belo e havia inocência nos infantis.
Que bom se pudéssemos, pois sinceramente, eu gostaria de voltar.

jocalvesmuniz


Assine nosso: Livro de Visitas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De volta às origens…

Em Setembro de 2013, Jocalves visitou a sua terra-natal, o Piauí, depois de quase 30 anos de saudades…E quem melhor para declamar seus textos, que o próprio autor???

“Hoje nasceu uma estrela”

“Hoje nasceu uma estrela”
Meu nome é Angie,
nasci dia 5 de julho de 1988
- e sou uma estrela -
Uma pequenina estrela no vasto universo
da humanidade, mas sou uma estrela
brilhante e incandescente
que irradia amor e energia a todo redor.
Sou uma estrela pura,
sem preconceito de raça ou de cor.
Vim ao mundo com uma missão:
Levar alegria onde existe tristeza,
amor onde há ódio,
a paz onde se travam as guerras.
Agora sei que embora seja uma estrela,
não será fácil cumprir esse objetivo,
pois somos muitas, milhões,
que cada dia surgem neste universo
com este mesmo propósito,
mas temos nosso brilho ofuscado
pelos grandes astros orgulhosos,
prepotentes
e a maioria de nós, estrelas,
ou perde seu brilho ou se transforma
noutro grande astro.
Mas eu gostara de atingir o alvo
para o qual vim ao mundo.
Mas só conseguirei se você permitir
que  brilho do meu amor atinja seu coração
Somente assim você irá compreender
o valor de uma estrela que surge.
Somente assim nosso universo
será em breve muit…

Introdução ao Blog

A proposta deste espaço é publicar textos produzidos por uma pessoa muito especial em minha vida - meu pai. Acho, realmente, que somam centenas de textos, poemas, poesias... e que poucas pessoas tiveram acesso até agora. Houve um tempo em que, sempre que chagava uma vista em casa, ele pegava aquela gigantesca pasta e, sentado no sofá, começava a declamar seus melhores poemas... (eu achava um saco - porque é rara a criança que tem paciência para ouvir alguém ponderar ideias profundas em forma de arte). Agora, espero recuperar o tempo perdido, e mostrar a todos o grande artista que é essa pessoa - meu Pai. Obs. A frequência dos posts também dependerá de queridos colaboradores locais.
Consuelo Araújo